Abre o cofre – um jogo de divisores

Setembro 17, 2010

Escolhe todos os números que dividem o número do centro.
Só quando todos os botões do cofre estiverem bem é que ele se abre.

Joga aqui.


ClicMat – Matemática interactiva

Setembro 17, 2010

clicmat

O ClicMat é um conjunto de 32 actividades matemáticas interactivas.

Estas actividades, que se dirigem a alunos do 1.º ao 9.º anos, são exemplos significativos de experiências de aprendizagem preconizadas pelo Currículo Nacional do Ensino Básico.

Podes fazer o download do ClicMat aqui.

Não deixes de jogar o Trinca-Espinhas, para desenvolveres a tua destreza com os divisores! 😉


Criptografia – Enigma

Março 2, 2010

Do Grego kryptós, “escondido”, e gráphein, “escrever”, é geralmente entendida como sendo o estudo dos princípios e das técnicas pelas quais a informação pode ser transformada da sua forma original para outra ilegível, a menos que seja conhecida uma “chave secreta”, o que a torna difícil de ser lida por alguém não autorizado. Assim sendo, só o receptor da mensagem pode ler a informação com facilidade.

Enigma é o nome por que é conhecida uma máquina electro-mecânica de criptografia com rotores, utilizada tanto para cifrar como para decifrar mensagens secretas, usada em várias formas na Europa a partir dos anos 1920. A sua fama vem de ter sido utilizada pelas forças militares alemãs a partir de cerca de 1930. A facilidade de uso e a suposta indecifrabilidade do código foram as principais razões para a sua popularidade. O código foi, no entanto, decifrado, e a informação contida nas mensagens que ele não protegeu é geralmente tida como responsável pelo fim da Segunda Guerra Mundial, pelo menos um ano antes do que seria de prever. (Wikipédia)

Como funciona a Enigma?

Aqui fica um vídeo, em inglês, com uma breve explicação:

Alguns sítios onde podem encontrar informações interessantes sobre estes assuntos:

Tcrl twghnmkoj.      (cifra de Vigenère, chave: sorte)

😉


A semelhança de triângulos e a determinação da altura da pirâmide Quéops

Janeiro 18, 2010

Quando o sábio Tales de Mileto, cerca de seiscentos anos antes do nascimento de Cristo, se encontrava no Egipto, foi-lhe pedido por um mensageiro do faraó, em nome do soberano, que calculasse a altura da pirâmide de Quéops: corria a voz de que o sábio sabia medir a altura de construções elevadas por arte geométrica, sem ter de subir a elas. Tales apoiou-se a uma vara, esperou até ao momento em que, a meio da manhã, a sombra da vara, estando esta na vertical, tivesse um comprimento igual ao da própria vara. Disse então ao mensageiro:

“Vá, mede depressa a sombra: o seu comprimento é igual à altura da pirâmide”.

Para ser rigoroso, Tales deveria ter dito para adicionar à sombra da pirâmide metade do lado da base desta, porque a pirâmide tem uma base larga, que rouba uma parte da sombra que teria se tivesse a forma de um pau direito e fino; pode acontecer que o tenha dito, ainda que a lenda o não refira, talvez para não estragar, com demasiados pormenores técnicos, uma resposta que era bela na sua simplicidade.

Radice, L. L. (1971)

A Matemática de Pitágoras a Newton

Extraído de Matemática 7, Areal Editores, pág. 82

 

Como utilizou Tales de Mileto a semelhança de triângulos para medir a altura da pirâmide de Quéops?

aqui. 😉


Submarino

Novembro 17, 2009

Objectivo: Localizar pontos num plano, usando coordenadas.

Bombardear o submarino inimigo

Utiliza a grelha fornecida para obteres as coordenadas do submarino inimigo. Introduz as coordenadas correctas para bombardeares o submarino.

Depois de teres acertado, clica em “Apagar” para bombardeares um novo submarino.

Boa sorte! 😉


Equações do 1º grau com uma incógnita

Maio 26, 2008

Os conceitos essenciais:

  • o que é uma equação?
  • membros e termos de uma equação.
  • solução de uma equação.
  • equações equivalentes.
  • termos semelhantes.
  • como resolver equações?
  • classificação de equações.

E agora resolve equações!

Usa a “estratégia da balança” para resolveres equações do 1º grau com uma incógnita.

Treina aqui. Clica e larga em cada um dos pratos as quantidades necessárias para representares a equação. De seguida resolve a equação, usando as operações representadas e mantendo a balança equilibrada.

E agora, resolve equações com a “estratégia da balança”, sem balança…
Usa os botões vermelhos para escolheres a operação a ser realizada em ambos os membros da equação e escreve junto da seta o valor a utilizar nessa operação. Em cada passo, escreve a nova equação. Podes conseguir ajuda no botão “help” mas perdes pontos…

Deixo-te um exemplo:

Boas resoluções!